Como se processa a venda de excedentes de UPAC

A energia produzida que não consome, num intervalo de 15 min, constitui um excedente, que pode optar por vender a um comercializador!

Muitos clientes questionam-se sobre o que fazer com a energia produzida que não é consumida na instalação de consumo. A energia que num intervalo de 15 min não é consumida e corresponde a excedente de energia que é injetado na rede eletrica.

Se pretender ser remunerado pelos excedentes deve proceder da forma seguinte:

  1. Ter a garantia que o seu atual contador de consumo é bidirecional, caso não seja irá receber uma carta da E-Redes a propor-lhe a troca do contador pelos seguintes valores; Contadores monofásicos – 79,99€ + IVA e contadores trifásicos – 115,39€ + IVA.
  2. Após a instalação ou configuração do contador bidirecional, faz o registo da DGEG, e é atribuído um CPE de produção.
  3. Envio dos dados ao comercializador para realização de contrato de venda de energia.

Este é o procedimento a seguir para a venda de excedentes, sendo que o valor da remuneração é definido pela DGEG tendo em consideração, que o seu valor é calculado por indexação do preço de energia elétrica no mercado diário (OMIE) com uma penalização sobre esse valor. O valor dessa penalização depende da entidade que está a comprar a energia, e pode ser um valor fixo ou um valor indexado ao preço de compra da energia.

Aveiro, Greenpower, Março 2021, info@greenpower.pt

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de utilização. Para mais informações consulte a nossa Política de Privacidade.