Autoconsumo Coletivo

Até ao final de 2019 apenas era permitido o autoconsumo individual, ou seja cada fração tinha de ter o seu próprio sistema de produção fotovoltaico. Com a nova regulamentação é agora possível, duas ou mais famílias investirem em conjunto na instalação de um sistema de painéis solares fotovoltaicos para produzir energia eléctrica que sirva cada uma das fracções. Esta solução é aplicável tanto a edifícios de propriedade horizontal, de habitação coletiva como a conjuntos de moradias.

Empresas solidárias com o ambiente são duplamente ganhadoras

Para empresas, o investimento em paineis solares é uma opção importante, permite uma redução significativa dos custos energéticos. A poupança pode ser tanto mais significativa quanto o facto de que para tarifas tri-horárias, o valor chega a ser superior a 0,28€/kWh. Com esta tarifa um sistema de fotovoltaico de autoconsumo tem um payback de pouco mais de 3 anos.

Painéis solares fotovoltaicos, como componentes integrantes da habitação?

Os painéis solares fotovoltaicos, deveriam ser entendidos como parte integrante e essencial de uma habitação, em vez de um extra. Tal como não consideramos a possibilidade de uma moradia ter, agua e saneamento. Deveria ser igualmente incorporada na construção uma fonte de produção energética, tal com acontece em parte com os colectores de Agua Quente Sanitária Solar

Como a energia solar vai ajudar sua empresa

Um sistema de produção de energia para autoconsumo que permite às empresas produzirem a sua própria energia reduzindo custos, emissões de carbono e de modo a que contribuam para a melhoria do ambiente e sustentabilidade do planeta.

Novos Painéis Solares Fotovoltaicos celulas PERC

Os painéis solares (módulos fotovoltaicos), são constituídos, por placas de silício de origem em células mono ou policristalinas, que ligadas em serie e paralelo, contribuem para a criação de uma corrente eletrifica e diferença de potencial.